45/52

DSCF8714-1

Deviamos ter-te comprado uma bicicleta preta  (mas na altura pensei que tambem tinhas direito a um objecto rosa, e na verdade, nem havia pretas quando fomos escolher. Foi a tua prenda dos 3 anos. Entraste na sala de manhã e lá estava ela… Não lhe ligas muito e por isso ainda não andas sem rodas).

 ***

É outuno agora. Hallloween já passou (parece ser uma nova data a festejar, e para o ano queres ir de bruxa).  A seguir, são os anos do pai.

Dezembro vai chegar num instante, ja comprei os bilhetes para as férias de Natal, já estou a pensar na ementa do Natal e sei que a partir de agora será tudo num piscar do olho até ao final do ano.

Tu queres ir para a Austria e queres ficar la para sempre. Na casa da avó, Só não queres é ir para a escola lá, deves ter medo, porque falam todos alemão… (e tu não, mein schatz!)

Comments 34

  1. catarinasimoes 07/11/2014

    hoje a minha disposição (e posição…) é como a da mafi na foto. até sorri quando vi, porque o espírito é mesmo esse 🙂
    por aqui também estamos a pensar oferecer uma bicicleta à laura quando fizer 3 anos, mas ainda não nos decidimos se vamos optar por uma das de equilíbrio. por um lado achamos boa ideia, por outro temos receio que por não ter pedais ela se desinteresse e acabe por ficar encostada…
    e sim, isto está a passar super rápido e daqui até ao final do ano vai ser um tirinho! nem me fales em natal, preparativos e afins que ainda me sinto mais pesada…
    (não ensinaste alemão à mafi por opção, ou o tempo foi passado, não sentiram necessidade, ou calhou ser assim? fico sempre com essa dúvida em relação às famílias com 2 nacionalidades)

    bjs e bom fim de semana para vocês!

    • Daniela 07/11/2014

      ela tb teve uma sem rodinhas… tb nunca ligou muito. tambem devo dizer que muitas vezes que iamos ao parque não tinhamos a bicicleta connosco, mas de forma geral, ha outras coisas que ela sempre gostou mais de fazer, como trepar a aranha por exemplo. 🙂
      não lhe ensinei alemao porque em familia nunca calhou falarmos alemao e quando falo com ela sozinha ela fica chateada e diz que nao quer falar esta lingua etc etc… mas eu sinto que apesar de tudo, ela gostaria de falar. so que depois vai à austria, a avó fala portugues com ela, os tios idem idem, até os primos falam.
      comigo foi a mesma coisa, a minha mae nunca me ensinou portugues nem nunca falou em portugues connosco, e aprendi à mesma… enfim! (eu ja disse ontem que nao era um blog educativo ;))

    • lu 07/11/2014

      catarina, aquelas que não tem pedal, para se equilibrarem com os pés, é um bom começo para ela. a alice gosta de usar essa e por enquanto ainda não pediu uma com rodinhas.

      • Daniela 07/11/2014

        pois eu até podia ir buscar a da mafi sem rodinhas à ericeira para te emprestar, so nao sei se tem o tamanho certo….

      • lu 07/11/2014

        ela tem uma que era do irmão 🙂
        tbem raramente levo a rua, é verdade.. talvez pq saiba q sempre acabo por carregá-la às costas no final..

      • Daniela 07/11/2014

        é isso mesmo!!!
        (levo a bicicleta E a mafi ao colo, hahahaha….
        as maes dos blogs educativos que nao me leiam,
        nem o pediatra do outro dia que me insinuou que eu estava a infantilizar a mafi porque a estava a chamar de bébé ;))

      • lu 07/11/2014

        eu tbem faço isso e ela faz vozinha de bebe muitas vezes tambem! hahaha

      • catarinasimoes 07/11/2014

        pois, acaba por ser boa numa fase inicial, faz a transição. nós já experimentamos uma quando tinha 2 anos e muito pouco, mas ainda não chegava com os pés bem ao chão e apesar de ter adorado e ficado toda entusiasmada não estava na altura…
        isso que vocês dizem de andarmos com as coisas às costas já nos acontece muitas vezes com a trotinete… quer levar, mas depois nós é que temos que carregar (as duas :D!). no fundo sei que com a bicicleta é o que vai acontecer…
        essa conversa do pediatra tem muito que se lhe diga… é como “não habituarmos os bebés ao colinho…”. depois temos adultos carentes e inseguros porque não foram mimados quando era altura.
        elas sabem que já não são bebés, que cresceram, mas que para nós vão ser sempre “as nossas bebés” :).

      • Daniela 07/11/2014

        sim, isso do pediatra é ridiculo. ate porque a mafi nao é nada infantil, sempre foi “crescida” em muitas coisas.
        mas adora mimo, precisa de mimo, e eu dou-lhe mimo…
        e nesse momento, ela estava a chorar desalmadamente, eu quis tranquiliza-la e disse “nao chores, bebézinha…” ….
        epa… :))) PLEASE! um pediatra puto que deve ter lido os livros errados. ou não o suficiente dos livros bons.

        sabes que na maternidade, tinha a mafi UM DIA, entrou a minha medica, viu-me com a mafi minuscula deitada em cima do meu peito, e veio-me com a mesma conversa.
        “ah, está a habitua-la mal, assim, ela nunca mais vais querer sair dai… ” … mas isso nao me preocupa quando a minha filha de 4 anos me diz que quando for grande, vai sair de casa, vai ter a sua casa etc etc… BLABLA 🙂

      • catarinasimoes 07/11/2014

        ninguém conhece os nossos filhos melhor do que nós… por mais profissional que seja, mais livros tenha lido, etc, etc etc. adoro essas teorias altamente formatadas! quando a laura nasceu a minha avó estava sempre a dizer para eu não andar com ela ao colo quando ela estava caladinha, porque assim ela não ia querer outra coisa… estávamos sempre em confronto de ideias e ela, do alto da sua sabedoria e experiência, dizia-me sempre que eu tinha que ser mais humilde e ouvir o que as mães tinham para me ensinar, porque tinham mais experiência do que eu… pfffff se o tivesse feito a laura tinha começado logo por beber água das pedras nos primeiros dias, tinha sido corrida a biberão porque o meu leite era fraco, e por aí fora…
        há por aí tantos adultos com falta de colo ;)…

      • catarinasimoes 08/11/2014

        miriam, ela experimentou uma aos 2 anos, mas não chegava com os pés ao chão (no modelo que testamos)… daí termos esperado. na altura lembro-me de ver que era indicada dos 2/3 aos 5 anos. mas se calhar entretanto perdem o interesse não é? de rodinhas tem 2 vintage, uma da minha irmã e outra da irmã do vítor :).

  2. Inês Ataíde 07/11/2014

    Pfff! Hoje estou com médicos por as pontas dos cabelos!!!
    Se vos contar a conversa que o meu ginecologista teve comigo ontem! Acho que vou fazer um post sobre isso… e ando para fazer outro sobre aquilo! E acho que vou acabar por não fazer nenhum… porque estou farta de teorias baratas, e não me quero tornar em mais uma irritantesinha das teorias da treta (que para alguém devo de ser)… e sinceramente estou farta das teorias de como criar os filhos dos outros (assumindo que eu própria já as tive)!
    Voltando ao meu ginecologista, ele também é muito bom na teoria, mas eu gostava de o ver a ter um filho, ou a carregá-lo dentro dele!
    Bom fim de semana para vocês…
    ( Adoro a camisola da mafi 🙂 , e desculpem o desabafo, mas hoje também eu estou a precisar de colo)

  3. Claudia 07/11/2014

    nos tambem compramos uma bicicleta para os anos da Lily no ano passado e ela tambem nao lhe liga nada. a Lily tambem quer ir viver na West Virginia. e tambem so ja fala ir passar o Natal la. eu ainda nao quero falar no Natal porque nao estou preparada para isso mas como dizes, vai passar num piscar do olho. feliz fim de semana! xx

  4. patricia 07/11/2014

    Tens razão, estamos em consonância na fotografia!! Ou no look 🙂
    E também na bicicleta que foi o presente de 3 anos do Manny. Mas é preta, mas ele também não lhe liga grande coisa 🙂

    A Mafi está o máximo e eu tb quero 3 nacionalidades!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s