39/52

DSC_1490-1

“O pequeno monstro na praia”.

Massacraste- nos tanto nessa tarde na praia. À certa altura eu disse-te qualquer coisa do estilo que te ia atirar para dentro da água  e tu respondeste “mas tu disseste que eu sou o teu amor. não podes atirar o teu amor à água.”

E é claro que não posso. Estou sempre à tua mercê.

***

Vais fazer 5 anos. Devia preparar um texto longo para ti. Mas tiras-me o fôlego por vezes…

Nas duas últimas noites as nossas conversas foram mais ou menos assim… Falas muito e é dificil lembrar-me de tudo.
“Falta muito para fazer 5 anos? Quero fazer 5, e depois ter 5 para sempre. Quer dizer, 6 e 7 e 8… até incisivos. (-Queres dizer “infinitos”? -Sim, infinitos) Faltam quantos dias ate eu morrer? Quando eu for grande… queres trabalhar comigo, no escritorio? Posso ficar com a tua loja? Sabes, já nao quero ter um marido quando for grande. Quero viver sozinha. …. mas até la, quero dormir sempre contigo,  para eu não ter medo dos monstros que estão no armário” …..

Comments 19

      • lu 26/09/2014

        com 5 anos eu ainda ia a escola para brincar basicamente 🙂

      • Daniela 26/09/2014

        a mafi diz que a escola demora muito e que queria mais dias de fin de semana!

      • lu 26/09/2014

        ano q vem ainda vai demorar mais qdo tiver os trabalhos de casa como tem o vicente agora..

      • Daniela 26/09/2014

        e para nós tambem! temos de falar sobre isso… escreve. para eu ler como é!

      • lu 26/09/2014

        sim, nós também! ontem o duarte se esqueçou de pô-lo a fazer os deveres. quando eu cheguei às 20:15 ainda nao tinha feito. jantamos e só a seguir é que foi fazer e tive que estar em cima pq distraía-se com tudo! mas ao mesmo tempo fiquei contente pq percebi que já começou a aprender as vogais 🙂

        e noutra nota: esta semana é para esquecer! estou morta!!

  1. Inês Ataíde 26/09/2014

    Que foto gira Daniela!!!
    Gostei muito do texto também… eles têm cada conversa!
    Tenho uma série de diálogos do G anotados… vou ver se os coloco no blog também.
    Bom fim de semana (se calhar até está tempo para ires à praia 🙂 )

  2. catarinasimoes 26/09/2014

    Adoro a foto, a expressão de mostro, as conversas nocturnas, o teu texto e as ideias que ela tem do futuro :)… de como vai ser quando for adulta. Sabes que não me lembro de muita coisa de quando era pequena, mas lembro-me de alguns pensamentos que tinha com a idade dela, quando ia para o jardim de infância, no autocarro, com a cabeça encostada ao vidro… e acho estranho lembrar-me deles ainda hoje.

  3. Claudia 26/09/2014

    ai ai ai…. quando elas comecam a falar da morte…. a Lily as vezes olha para mim, poe as maos dela na minha cara e diz “mama, when you die i’m going to miss you so much!”. nao posso. comeco logo a chorar!!!!!

  4. miriamreis 27/09/2014

    matas-me de riso! 😀 ai estes diálogos… eu queria ter uma memória infinita para não me esquecer de nenhum… mas esqueço-me de quase todos.
    a foto está linda. e os meus também dão cabo de mim… levam-me à loucura muitas vezes!

    • Daniela 30/09/2014

      eu tambem queria. mas como é um bocado “tudo ou nada” quase nunca escrevo sobre isso… e algum dia, todas estas memórias desaparecarão e só fica aquilo que vai para além das palavras …

  5. Pingback: Os outros / Projecto 52 / 2014 |

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s